sexta-feira, 19 de setembro de 2008

Poema: Mulheres

Intão, dando uma olhada na internet, me deparei com uma quantidade infinita de coisa inúteis que temos por ai. E fico pensando: Antigamente a internet era mais legal !
Intão resolvi postar alguma coisa útil, um poema de Pablo Neruda. Espero que seja útil para alguém, ok China ?

Mulheres

Elas sorriem quando querem gritar.
Elas cantam quando querem chorar.
Elas choram quando estão felizes.
E riem quando estão nervosas.

Elas brigam por aquilo que acreditam.
Elas levantam-se para injustiça.
Elas não levam "não" como resposta quando
acreditam que existe melhor solução.

Elas andam sem novos sapatos para
suas crianças poder tê-los.
Elas vão ao medico com uma amiga assustada.
Elas amam incondicionalmente.

Elas choram quando suas crianças adoecem
e se alegram quando suas crianças ganham prêmios.
Elas ficam contentes quando ouvem sobre
um aniversario ou um novo casamento.

Pablo Neruda

2 comentários:

Felipe Santos disse...

Assimilei vossa mensagem, ó grande Malk. Aliás, esse Neruda também conhece! Fodão!

Rafael Kerubas disse...

Neruda foi um dos precursores do movimento moderno fêllático iniciado em meados da década de 80. O cara manja.